Kits de Embreagem

Gostou? compartilhe!

Os kits de embreagem ficam localizados entre o motor e a caixa de câmbio e são compostos por três peças fundamentais: rolamento de embreagem, platô e disco.

O platô é constituído pela carcaça da embreagem, placa de pressão e mola membrana. O sistema conta também com outras peças, tais como cabo ou sistema hidráulico, e, é claro, o pedal esquerdo da embreagem.

A embreagem é importante para que o atrito necessário seja gerado e assim ocorra a transmissão da rotação do motor para o câmbio, permitindo acoplamentos suaves entre as trocas de marchas, pois filtra as vibrações torcionais provenientes do motor.

Quando o pedal é acionado, é feito o acionamento do sistema de embreagem, desacoplando o disco do volante do motor, cessando a transmissão de potência e torque para a caixa de câmbio através do eixo piloto. Esse movimento acontece em frações de segundos.

Os seguintes sinais representam falha no sistema, portanto precisam ser observados:

  • Acionamento do pedal provoca ruídos;
  • Dificuldade em fazer as trocas de marcha;
  • Veículo patinando ou trepidando.

Veja mais sobre kits de embreagem

A projeção dos mecanismos de automóveis é feita com atenção aos detalhes, para que assim o sistema do veículo seja eficiente.

Estudos apontam que o sistema acima citado pode durar entre cem a cento e cinquenta mil quilômetros rodados, dependendo dos locais onde o veículo circula. Se o automóvel é mais utilizado em cidades, isto significa que a durabilidade será reduzida, pois é preciso trocar de marcha frequentemente. Já a circulação em rodovias requer menos trocas de marchas, portanto, a vida útil tende a ser prolongada.

Muitos motoristas cometem erros que diminuem consideravelmente o tempo de vida útil do kit de embreagem. Uma das ações que mais provocam problemas é deixar o pé sobre o pedal durante a direção, o que resulta em aquecimento excessivo e desgaste prematuro.